....... ...... ...... ..... As Boas vindas a todos os bichos do P@nt@no ....... ...... ...... .....

10/08/2014

27.10.13

Sinto a mente a implodir .....
O meu crânio dói e as minha memórias parecem espinhos . A minha alma em mil bocados fica, de cada vez que te vejo nos meus sonhos ou pensamentos, a loucura toma conta de mim e o raciocínio não obedece à razão!
O bater do coração marca o compasso das ideias que tentam desesperadamente combater a maré que me empurra contra as afiadas como lâminas rochas escuras que formam o muro à minha volta. A minha respiração ofegante deixa adivinhar o fugir das forças e o eminente desfecho, assombra o meu dia-a-dia, a loucura que assolou a minha alma, mais parece não ter fim.....
Assisto à queda de um pilar por não ter mais forças para lutar... Os últimos momentos cheios de suor e tristeza foram disfarçados com determinação e simpatia, agora que não tenho onde ser eu, já não sei como viver, se é que alguma vez vivi nós últimos tempos!!! Agora sem máscaras para poder usar, sem ter onde me esconder ou proteger .... A angústia dilacera a minha carne e os desejos de mudar não me deixam dormir. A minha vontade desaparece como fumo e os meus medos deambulam em meu redor, sem piedade rasgado o meu ser em mil pedaços .
A ilusão que por diversas vezes me confunde e condiciona é madrasta do meu ser, que sem piedade me castiga a alma e pouca réstia do meu eu. Procuro a realidade mas é medíocre a ilusão que me faz respirar , mas sem ela os meus dias apenas seriam histórias sem personagens ou enredo.....
 Seriam nada.